quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Um vai embora,outro chega...e estou aqui!

Com a perspectiva da chegada de mais um ano,fico aqui agradecendo a Deus por estar me deixando viva por tanto tempo.17 anos!É uma vida ainda curta,que nem sempre foi a mais feliz,mas é boa.Estou feliz por poder ver 2009 chegar.

Conheci minhas amigas de blog neste ano!Tudo começou lá no Blig,onde eu fazia posts ansiosos esperando pelo início da maratona vestibulanda.Lembro que eu ainda nem sabia o que fazer,e graças às minhas amigas blogueiras,escolhi a Psicologia.O divertido é que nunca me indicaram Psicologia,mas estar em contato com pessoas que me deixam tão livre para ser quem sou me fez ver o que eu queria.Obrigada.

Dei adeus às "crianças" que me conheciam desde os 10 anos de idade.Acabar a escola parece fácil,mas não é.Você vê seu porto seguro se afastando,e se sente sozinho em um navio indo em direção ao desconhecido.Crescer é complicado...seus olhos vão perdendo aquele brilho da infância,pois já estão se acostumando ao mundo que vêem.Já o coração é engraçado:quanto mais maduro fica,mais rejuvenesce.Quando não se é mais criança é que realmente percebemos o quanto as crianças são belas.Elas deixam o coração feliz,e 2008 só confirmou isso para mim.A psicologia infantil que me espere!

Li MUITO!No ano em que menos deveria ler,me atirei à literatura como se tivesse encontrado água no deserto.Graciliano Ramos,Danielle Steel,Jorge Amado,Lima Barreto,José de Alencar...graças a eles tive um ano repleto de seca,comunistas,Paris e índios.Até mesmo aquelas autoras de romances de bancas de jornais foram válidas.

Estou aprendendo o que é música.Em 2007,me apaixonei mais do que antes por música.Em 2008,me joguei na música,ouvindo de tudo,interpretando,dançando.Em 2009,farei música.Ainda não será a minha própria música,mas ainda assim será divertido!

Em 2008,amei muito:pessoas,ideais,objetos.Amei a quem deveria e a quem nunca deveria ter amado.Amei quem estava muito longe de mim(vocês bem sabem como é isso) e a quem estava do meu lado.É certo que também senti muito ódio,mas depois esquecia disso ao pegar um livro e amar alguém que não existisse.Yeah,amor! 

Espero que em 2009,eu tenha tanta ou mais força para enfrentar os problemas,como tive em 2008.Desejo mais uma vez me matar no pré-vestibular ou na faculdade(seria melhor),só para sentir aquela linda sensação de merecimento quando chegar a hora de descansar.Quero fazer mais amigos,abrir mais meus sentimentos ao mundo.Acima de tudo,quero estar no mundo como alguém que faz algo para melhorá-lo.Isso é ser feliz!

Para todos vocês,desejo em dobro tudo de bom que um dia desejei a alguém! :)

Feliz Ano-Novo!

Termino este ano e inicio o próximo brincando e me divertindo,como só esses aí de cima me dão vontade de fazer!

The Beatles - All Together Now

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Cinco chances de ser melhor

Dois assuntos:estado de espírito e desafio.

Estado de espírito:TPM.Quero matar alguém.Gustavo(alguém se lembra do menino que voa?),se um dia você ler isso,saiba que ODEIO você e quero que essa sua vida medíocre exploda.Vou me arrepender disto em cinco dias,mas é um desabafo mágico :)

Desafio:Lu propôs um desafio muito interessante.Devo fazer uma lista com cinco itens especiais que realizarei em 2009.No fim do próximo ano,ela parabenizará quem conseguir.Acabei de ficar animada ao pensar no que escrever,mas já tenho umas idéias.

1-Estarei na UFRJ ou passarei para lá.

2-Esse era segredo secreto,mas divido:vou aprender a tocar um instrumento musical.Estava entre piano e violão,mas minha mãe ressaltou o fato de que é caro aprender a tocar piano.Um pouco a contragosto,será violão.Mas não é só isso:até o fim do ano,terei que saber tocar uma música da Feist e uma dos Beatles.->viajei legal,mas estou meio animadinha pensando no que quero fazer.

3-Assistirei a mais três filmes de Fellini,além de ver Amarcord uma vez por mês.

4-Intensificarei muito mais minha leitura.Terminar a biografia dos Beatles e ler um livro famoso,como A cidade do sol ou A menina que roubava livros.

5-Ficarei curada de uma vez,para poder voltar a comer chocolate,coco e o resto!

Tenho que indicar para cinco blogs,mas acho que ninguém está por aí.

 

Não quero abraçar ninguém,então mando um tchauzinho de longe para todos.Tchau!

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Yeah,Natal! *-*

Meu primeiro post de Natal!Isso é tão divertidoooooo!

Não vou ficar falando sobre como o Natal se tornou uma data comercial,porque isso já é assunto velho.Todos sabem disso,mas ninguém liga,?Gostamos de Natal e pronto,dane-se o comércio!Minha família está mais paciente,não paro de ouvir canções natalinas com melodias dos Beatles e o mundo parece mais bonito.Está bom ou quer mais?

Gostaria de saber o que está havendo comigo,já deve fazer três dias que estou numa felicidade sem tamanho.Amo a todas as pessoas,parece que meu coração ficou gigante!Se nos últimos dias você se comunicou comigo por Orkut ou msn,saiba que olhei para o seu recado sorrindo muito e dizendo que amo você.Isso vai de recados de amigos a propagandas cheias de vírus.Esse amor todo vai passar,mas está muito engraçado,realmente AMO as pessoas!

Continuando em clima de felicidade extrema,ganhei uma coisa muito preciosa de Natal.Um livro.Não é qualquer livro,é um livro sobre quatro pessoas que nunca vi e mudaram minha vida.Até parece que ninguém sabe que estou falando de Beatleeeeeeeeeees!Ganhei a biografia deles escrita pelo Bob Spitz...982 páginas!Sim,9-8-2 só de Fab Four!Já comecei a ler desesperadamente,está sendo ultra(?) divertido.Quando começo a ler algo,desejo ficar assim o dia todo...com Beatles no meio,piora.

Queria falar mais,porém começou a tocar Dance Tonight(Paul McCartney) e estou com vontade de dançar. feliz,uhuuuuuuuuuul!

Música aqui,depois.Também não quero passar em blogs,é perigoso neste estado.Então,sejam felizes!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Cosme & Damião

Minha turma sempre foi considerada a melhor da escola pelos professores e diretores.Minha teoria é de que essa conclusão veio de nosso comportamento infantil.Enquanto nas outras turmas havia adolescentes abusados,na nossa só havia bagunceiros.Quem ousasse passar desse estágio acabava sendo ignorado pela maioria.

Por termos tal comportamento,muitos alunos problemáticos de outras salas e/ou turnos acabavam sendo enviados para estudar conosco,para ver se melhoravam.Lembro-me de dois que passaram por nós há alguns anos,um na 5ª série e o outro na 6ª.Eram gêmeos,chamados Cosme e Damião(legal,não?).

Primeiramente estudamos com Cosme.Era bagunceiro e muito irritante.Atrapalhava as aulas como ninguém,e só falava besteiras.Era bem mais velho do que nós,acho que tinha uns 15 anos,enquanto a maioria de nós tinha 11.Quando se juntou com outros bagunceirinhos da sala,como Cláudio e Andressa,a coisa realmente desandou.Ensinou às crianças um bando de bobagens,foi bem chato.Eu o detestava,mas nunca fez mal(do tipo pesado) a ninguém.Só queria atenção.

Ele saiu,e quando achei que estava livre do grandão,eis que me aparece Damião,o gêmeo.Era bem mais quieto que Cosme,mas também não era flor que se cheirasse...ao menos,tentava passar de ano.

Em uma época da 6ª série,houve reunião de pais.Alguns disseram que receberam queixas de seus filhos em relação aos gêmeos(no caso,Damião).A diretora pediu paciência com aqueles meninos,eles viviam em uma situação um pouco diferente.Então,ela contou...a mãe dele batia muito neles desde que eram pequenos,e uma vez eles chegaram tão machucados que o colégio chamou o Conselho Tutelar,que pouco(ou nada) fez.Eu não estava lá,mas não esqueço desta história porque minha mãe chegou chorando em casa,pedindo que eu fosse paciente com eles.Provavelmente,eu estava reclamando deles e ela me disse isso. Me contou mais alguns casos específicos do que a "mãe"(pode ser chamada assim?) havia feito com eles,e fiquei mal.

Eu era muito nova para perceber,mas hoje fico pensando...por que será que por tantas vezes,não damos atenção aos sinais que as pessoas nos enviam?Eram adolescentes em uma turma repleta de crianças,não gostavam de seguir regras,e,principalmente,faziam de tudo para chamar a atenção.Além disso,tinham olhos bons e tristes.A cada piadinha inconveniente que faziam,era um pedido de ajuda que enviavam.Será que alguém respondeu?Será que saíram do colégio e encontraram pessoas tão boas quanto as diretoras e professoras que faziam de tudo para ajudá-los?Me recuso a aceitar que estão vivendo mal,quero acreditar que terminaram a escola como eu,que têm sonhos como eu,que também lutam por algo melhor.

Com 10,11 anos,eu pouco podia fazer,mas agora tenho 17.Como uma pessoa que teve uma infância feliz e uma família amorosa,tenho o dever de levar um pouco da esperança que tenho a quem não teve as mesmas condições para tê-la.Está certo que não sou a pessoa mais alegre e divertida do mundo,mas posso ajudar,não?Sou quase uma adulta(ooooh!),e entro neste novo mundo de responsabilidades e sacrifícios disposta a mudar a vida de muitos Cosmes e Damiões por aí.É por isso que serei psicóloga.

Um abraço enorme a cada um :)

Já de saída minha estrada entortou,mas vou até o fim!

Chico Buarque - Até o fim - Chico Buarque / www.euossomp3.blogspot.com

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Paul McCartney - Here Today

Juro que tentei falar,mas não dá.

                                 John Winston Lennon

                           ★ 09/10/1940        ┼ 08/12/1980

domingo, 7 de dezembro de 2008

Zona,bagunçaaa!

Cheguei aqui na maior animação para postar sobre meu último dia de aula,e li o comentário de Lucas no post sobre Dade...ri TANTO!Nem estou mais com vontade de escrever,mas posso mostrar algumas das fotos mais diferentes que tirei da turma nos dois últimos meses.Fui a fotógrafa oficial,yeah!

Nem há o que dizer...foi divertido,pessoal!Ah,depois posto o vídeo da turma cantando!

domingo, 30 de novembro de 2008

Hoje é sobre Dade

-Dade,vou fazer um post sobre você.

-Onde?

-No blog do grupo!Não,melhor:no meu blog!Lá vou poder falar coisas mais pessoais!

-Ah,tá!Quando?

-Amanhã!

-Tá!Me avise para eu ir lá!

Dade e eu tivemos essa conversa na terça-feira,e só decidi escrever o bendito post agora.Ando muito preguiçosa,e usei esse tempo para pensar no que queria falar sobre ela...me parecia tudo tão claro quando decidi escrever sobre ela!Bem,descobri que tudo é mais fácil na teoria.Como prometi que escreveria,farei o melhor possível para dizer o que desejo.

Obviamente,ela não se chama Dade,seu nome é Patrícia Andrade.O apelido foi dado por mim,porque havia duas Patrícias na sala de aula.Comecei chamando-a de Andrade e fui dando ramificações estranhas ao apelido,mas o Dade ficou normal para o grupo.Fisicamente,é idêntica a como era na 5ª série,quando nos conhecemos:(muito)magrinha,baixinha e com saúde frágil.Na personalidade,ela deu muitas voltas ao longo dos anos...

No início,ela era muito doce e tímida.Talvez por isso me aproximei tanto,me sentia uma das poucas pessoas realmente tímidas da escola...havia encontrado mais alguém com medo dos outros!Era muito estudiosa,tudo o que os professores quisessem saber sobre o que haviam passado,ela respondia.Começamos a nos sentar juntas na 6ª  ou 7ªsérie,e foi uma das minhas épocas mais legais na escola!Éramos as que respondiam tudo aos professores,as tais "meninas fofinhas".Brincamos muito,e nossos trabalhos e redações eram sempre os melhores.Ela sofria comigo,porque gostava de um menino e fiz altos planos para que ele prestasse atenção nela.Sabe quando dizem que a pessoa tem reações estranhas quando o indivíduo de quem ela gosta está por perto?É verdade!Quando o garoto aparecia,eu olhava para as mãos dela-estavam sempre suadas,e a pobrezinha tremendo.Era aí que eu jogava a caneta dela no chão só para ele pegar,mas é melhor esquecer alguns detalhes.

Quando chegou a 8ª série,a menina enlouqueceu completamente!Começou a usar roupas menos fofinhas(não chegavam a ser pornográficas,mas não eram mais tão lindinhas) e passou a andar com umas meninas lá de trás.Até hoje não sei o que houve,levei um baita susto no primeiro dia de aula!Tal susto não se compara ao que levei quando soube que ela havia dado seu primeiro beijo em um garoto lá da escola.Não era para eu ser a única que não havia beijado,ela era minha parceira na infantilidade!Há pouquíssimo tempo,descobri que ela não queria beijá-lo,foi de surpresa.Sinceramente,fiquei mais aliviada.

Dade parou de andar com o grupo-adquiriu novos hábitos,novos gostos,novos amigos.Fiquei mal,mas não tanto,porque aquela que havia se afastado era uma desconhecida para mim.Quem realmente ficou péssima foi Thayanne,que era bem ligada à nova Dade.Arrumou um namorado,que eu odiava com todas as forças que eu pudesse reunir.Nunca imaginei que as coisas pudessem mudar tanto!

Desde o ano passado,ela voltou ser nossa amiga,quero dizer,melhor amiga.Nunca deixamos de ser amigas,mas melhor amiga é coisa que só há no grupo.Dade voltou a ser uma gracinha,mas é complicado explicar a profundidade disso...não é só ser bonitinha,é ser alguém admirável,alguém de quem se gosta,alguém que você quer que esteja sempre por perto.Ela ajuda(e muito) a quem precisa,é muitíssimo esforçada e perdoa coisas que não sei se muitos conseguiriam perdoar.O tal namorado dela acabou se revelando uma das melhores pessoas que já conheci,o que me fez perceber que ela não havia mudado tanto,somente havia descoberto caminhos diferentes dos meus,mas que também eram bons.Somos muito diferentes,mas nossas semelhanças são fortes...principalmente em relação ao nosso medo de não termos mais amigos quando a escola acabar.Quando ela chega,fico mais feliz.Quando está doente(o que não é raro),fico com o coração apertado,mas continuo com meu sarcasmo,que tanto a faz rir.Aliás,gosto quando ela ri de algo que digo ou quando a obrigo a se esforçar para fazer os próprios deveres:sinto que fiz algo bom por ela.Não é tão bom quanto minha sensação quando vejo que ela está melhor de algum de seus males,mas tento fazer o melhor para ver a "nossa Dade" feliz.Acho que está dando certo.

Quer música melhor do que a que ela dançou para toda a escola ver,na 8ª série?Foi assim que o ABBA entrou em nossas vidas!Também foi assim que descobri que sou a única do grupo que não gosta de dançar,mas aí é outra história.

ABBA - Ring Ring - Alta Qualidade

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Hoje,a cidade é bela

Desde um pouco antes do meio do ano,estou morando em Niterói.O bairro onde moro não é muito distante de São Gonçalo,então ainda me sinto morando por lá.Estudo lá,ando por lá,faço pré lá,meus vestibulares são lá...tudo ainda me liga àquela cidade tão feia.

As eleições aconteceram no mês passado,e os três candidatos principais à prefeitura da cidade era meio "suspeitos",para não dizer nada pior.Quem ganhou foi a atual prefeita,que em quatro anos de governo não fez nada.Quando digo "nada",quero que quem está lendo tente imaginar a profundidade da palavra...ela exerceu perfeitamente a arte do fazer coisa nenhuma.Mas sabe por que ganhou?Porque alguns meses antes das eleições,começou a fazer reformas na cidade:reformou praças,hospitais e asfaltou ruas.A mudança foi mais no centro,mas é lá onde há mais movimento.

As reformas foram extremamente superficiais,e agora que as eleições passaram,a cidade está voltando ao normal:as ruas voltando a ficar sujas,a praça não tendo mais eventos.Mesmo assim,observei muito durante o tempo em que tudo estava belo,e sabe o que percebi?As pessoas são mais legais quando o ambiente é agradável.Tirei muitas fotos nos dois últimos meses,a maioria delas dentro da escola,mas já se percebia que as pessoas eram mais educadas.Meu colégio é em frente à praça,então os alunos vão para lá quando as aulas acabam.Todos pareciam tão mais educados nos últimos meses...ainda bem que não estarei mais lá para ver como as pessoas ficarão quando tudo voltar definitivamente ao normal.

Espero que todos tenham aproveitado como eu,vendo as crianças brincando no meio da cidade,os adultos sorrindo mais.Irei embora de São Gonçalo-ou melhor,Niterói- no próximo ano,como muitos já fizeram.Sei que tenho muita sorte,pois levarei um quadro muito bonito da cidade em minha mente.Não é que ela estava bonita?



Até!

 

Abba - Nina Pretty Ballerina


Meu novo celular tem MP3 player,e o ABBA está lá.Fico andando de ônibus,e minhas trilhas unem-se às imagens da cidade.Quando toca essa,sempre começo a rir.E lembro de Nina com suas aulas de dança!

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Falando,falando e falando

Estou fazendo um vestibular por semana e vendo Ugly Betty sem parar.Não sei como ou porque,mas isso está me fazendo crescer.Não é algo estrondoso,como se eu tivesse amadurecido muito de uma hora pra outra,mas estou tentando encarar aquelas coisas que sinto,mas tento esconder.

Percebi que estou apavorada com a simples idéia de ir para a universidade.A cada segundo tento ser mais forte do que sempre,mas pensar em ir para um lugar tão desconhecido está me fazendo até mesmo dormir mal.Meu maior medo em relação à faculdade é finalmente me apaixonar.Não acredito que estou contando isto,mas é a verdade.Sei que lá é o lugar mais provável para acontecer.Tudo tem sido muito fácil enquanto fico aqui sentindo amizade por todos,mas como será quando eu sentir uma coisa diferente?Não quero ficar por aí chorando,nem ouvir Tears For Fears incessantemente.Por mim,tudo ficaria como está...sem mãos suadas,borboletas na barriga,respiração difícil e Tears For Fears.Bem,na verdade ando com borboletas na barriga e respiração difícil-esta por causa da alergia e aquela,é tão complicado que não posso explicar.

Não consigo mais escrever nada que preste.Minhas redações dos vestibulares estão repletas de besteiras,olhar para o meu blog me dá frio na barriga e nem consigo abrir meu diário.Não sou e nunca fui escritora,mas era divertido escrever,sinto muita falta.Acredito que haja algo que quero tanto dizer em algum lugar mas reprimo com tanta força que acabei desenvolvendo um bloqueio.Se estou conseguindo escrever algo aqui,é graças a um episódio de Ugly Betty ao qual acabei de assistir.Mesmo assim,não consigo dizer tudo.

Por último,meus amigos virtuais.Lutei muito contra isto,mas preciso vê-los.Odeio tentar dizer coisas boas a uma pessoa por um teclado,em uma janelinha do msn.Fico com raiva,estou começando a odiar o computador,e ainda mais a internet.Já disse muitas vezes aqui que sempre agradeço à internet por ter conhecido pessoas tão legais,mas não suporto mais isso.Seria muito mais fácil se nada disso tivesse acontecido,não?Eu ainda estaria escrevendo no meu diário,tentando imaginar que alguém lê aquilo e se importa com o que digo.

Mais do que nunca,tenho a certeza de que preciso estar perto de árvores.Como no clipe de That Green Gentleman.

Até!

 Fleet Foxes - White winter hymnal


Não queiram saber sobre a música,foi encantamento repentino.

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Amanhã,17 anos terão se passado desde o dia em que vi o mundo pela primeira vez.

Espero estar fazendo tudo certo por aqui.E ver uma árvore.

sábado, 1 de novembro de 2008

Óia ae:Perguntas e respostas

Tinha que falar do que estou lendo,mas já que estou só com um livro e já no fim,decidi fazer o questionário da Amanda!

Nome?Carolyne 

Idade? 16

Local de Nascimento? Niterói-RJ

Peso? 56,57,58-,nunca soube.

Altura? 1,55 ou 1,56 ou 1,57-nunca soube

Apelido de infância? Carol(básico e feliz)

Qual é a sua maior qualidade? Sou muito esforçada para fazer aquilo de que realmente gosto.

E seu maior defeito? Tenho zilhões,mas ando pensando em um:como me esforço para ser forte e agüentar tudo,fico achando que as pessoas estão na mesma sintonia.Nunca estão.

Qual é a característica mais importante em um homem?Nunca pensei nisso.Acho que tem que ser amigo,amigo de verdade.Amigos são fiéis,adoráveis e fazem a gente rir sem querer :)

E em uma mulher?Ah,tem que ser amiga também.A palavra amizade é muito geral e bela,não?

Qual é a sua idéia de felicidade?Nem sei.O melhor professor do mundo diz que deseja que nossos desejos a serem realizados sejam os mesmos de Deus.Acho que sou feliz quando acontece algo pelo qual me esforcei e logo em seguida,algo surpreendente e assustador(isso foi confuso,é culpa dessa música deprimente tocando aqui!).

E o que seria a maior das tragédias?Não sei mesmo.

Quem você gostaria de ser se não fosse você mesma? Outra pessoa que sonhasse/voasse sem tirar os pés do chão.Deve ser ruim,chegar lá no alto e perceber que não se tem asas.

E onde gostaria de viver? Em um lugar cheio,mas muuuuito cheio de árvores.Queria muito verde,por todos os lados.Árvores de variados tipos e tamanhos! -sonhando-

Qual é sua cor favorita?Nem sei,mas pelo jeito é verde.Mas não é pra me vestir de verde,só amo verde e pronto.

E o seu desenho animado?
Sei lá!Gosto dos clássicos e de alguns novos,mas é chato escolher um.

Quais são os seus escritores preferidos?
Eça de Queiroz(a-m-o),Jorge Amado,Carlos Drummond de Andrade e um bando de gente que já me emocionou e estou com preguiça de citar.

E seus cantores e / ou grupos musicais?
Até parece que ninguém sabe que é THE BEATLES acima de tudo!Há outros muito amados:Chico Buarque(vamos nos casar),Feist,Jay Vaquer,Panic At The Disco,Roberta Sá,Os Mutantes,Oasis,Stereophonics,PLAP...existe coisa pra caramba nos meus favoritos musicais!

O que te faz feliz instantaneamente?Chuva,com certeza.

Quais dons você gostaria de possuir?Poder ler cinco livros ao mesmo tempo,voar quando chovesse e saber cozinhar(xD).

Tem medo da morte? Acho que sim.

Quem é seu personagem de ficção favorito?O padre Amaro(aquele p%#@!),minha Gabriela(do Jorge Amado),o general Hynkel e outros muitos.

Qual defeito é mais fácil de perdoar?Nem sei. 

Qual é o lema de sua vida?Todas as "frases do dia" de Vagner,meu professor de História do pré.

Qual sua maior extravagância?Ver filmes depois de estudar?Tá bem,sei que vou a Londres e vai acontecer algo mágico(b-e-b-i).

Qual sua viagem preferida?As que faço nos livros são mais legais que as de verdade.

Se pudesse salvar apenas um objeto de um incêndio, qual seria?Meu diário,coitado do meu diário.

Qual é o maior amor de sua vida?Nem sei mais direito o que é amor(liga não,crise dos 16).

Onde e quando foi mais feliz?Em qualquer lugar onde eu estivesse sozinha e estivesse chovendo.

Qual é sua ocupação favorita?São três:ler,ouvir música e ver filmes.

Pensa em ter filhos? Sim.

Quantos? Podia ser um casal para ter a experiência de criar pessoas de sexos diferentes,mas se for um só,que seja MENINO!

Um animal de estimação? GATO!

Uma atividade física? Vou fingir que não li.

Um esporte?
:D

Um prato que sabe fazer? Qualquer coisa que não me deixe desnutrida.

Uma comida que adora?Pizza é legal,mas meio que tanto faz.

Uma invenção tecnológica sem a qual não vive?Diria Internet,mas a vida sem TV é mais triste.

Gasta mais dinheiro com?Livros de sebos,xeroxes chatas do pré e material escolar.

Uma inabilidade?Dizer o que sinto.

O que não faria em nome da vaidade?Um montããããão de coisas.

Uma mania?Dizer "Seja homem!" e ficar testando meus limites(tipo tentar ler sem óculos).

Uma saudade?Do James Pauly.

O primeiro beijo?Um dia chego lá.Quer dizer,eu e o George Clooney.

Até!

Gente,é para colocar o que realmente ando ouvindo,né?Ai,ai.Ando ouvindo músicas muito estranhas,para dançar até.Estou viciadinha em Klaxons(até demais).Nesta aí,então...

Klaxons - Two Receivers

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Meu McCartney

Desde que me entendo por gente,tenho desejos por coisas simples:caderninhos,brinquedinhos baratos,livros usados,canetas.A influência para eu ser assim talvez tenho vindo de meu avô,que é um homem sem grandes vontades.Mesmo que todos os meus desejos sejam simples,desenvolvo enorme afeição pelo que recebo ou conquisto.

Algo que amo desde criancinha são gatos.Quando vejo um,minha respiração fica rápida e fico sorrindo,devido à animação.Meu maior capricho desde a infância até hoje é ter gatos:preciso vê-los,brincar com eles,saber que estão por perto.Mesmo assim,passei muitos anos sem que minha mãe voltasse a me dar um:acredito que fiquei de 2003 a 2006 sem ter um gato.Ela dizia que me daria um dia,mas já nem acreditava nela.

Então,em uma noite do ano passado,minha mãe foi à rua e voltou com um gato nos braços.Não gritei,porque não sou disso,mas agarrei aquele gato com uma força tão grande que quase desmontou o coitado.Minha mãe ficou rindo,enquanto larguei-o para que fosse se aclimatando ao lugar.Fiquei seguindo o pobre do animal pela casa toda,como que para ter certeza de que ele realmente existisse.Minha mãe perguntou qual seria o nome dele;fiquei em dúvida entre os quatro Beatles:John Lennon,Paul McCartney,Ringo Starr ou George Harrison?Decidi chamá-lo de George,mas não estava muito certa disso.Minha mãe cismou de chamá-lo de Adônis-ela adora inventar coisas estranhas-,o que desencadeou uma briga:

-Mãe,meu gato NÃO VAI SE CHAMAR ADÔNIS!
-Vai,sim!Vem,Adônis!

Eu sabia que desejava chamar o gato de Paul.Desde que havia visto o A Hard Day's Night,queria chamar alguém de Pauly.Ficou decidido que ele teria o nome do homem mais lindo do mundo:Sir James Paul McCartney;Pauly ou James Paul para os íntimos.

Grudei no gato feito carrapato(rima pobre)!Ele estava bem magro e doente,e fiz de tudo para
melhorar sua saúde.James Pauly foi o primeiro gato carinhoso que tive:durante todo o tempo,queria ser bajulado,amado e acariciado.Tinha mania de subir na minha cama e enroscar-se entre os cobertores.Quando via que eu estava no computador,dava um pulo imenso da cama ao meu colo.Só sossegava quando sentia que o mundo girava ao seu redor.Séria como sou,guardo tudo só para mim,porém com Pauly era diferente!Com ele,era amável,boa,paciente e divertida.Até mesmo conversava com ele(isso mesmo,conversava)!Amava a cara de deboche do gato,que não estava nem aí para minhas lamúrias.Mas ele me ouvia,e já era o bastante.Só queria que ele estivesse ali,ao alcance de minha vista.

Em janeiro,fui para a casa de minha tia e James Paul fugiu.Eu chorava sem parar e minha mãe,tentando me consolar,repetia:
-Quer um abraço?
E eu,chorando incessantemente:
-Não.
-Tem certeza?
-Tenho.
Fiquei triste sozinha,não queria ver ninguém.Sabia que era difícil para alguém entender o quanto um animalzinho magricelo e egocêntrico tinha sido importante para mim.Sinceramente,ele era meu melhor amigo,o ser que mais amava no mundo.Se fico todos os dias lembrando daquele antipático,é porque sinto saudades do único que ao qual permiti que compartilhasse do meu silêncio.Espero que ele esteja bem.

domingo, 19 de outubro de 2008

Post nada a ver

Quase todos os que passam por aqui têm blog,e sabem o quanto isso é bom.Já cansei de dizer o quanto isto aqui me faz um bem enorme,e estou sentindo muita falta de postar,comentar e ler comentários.Estou fazendo uns horários que me permitam poder postar ao menos umas três vezes por semana,mas confesso que está difícil.A única coisa que facilitará tudo isso é o fato de que realmente estou estudando muito menos para o vestibular!Não me perguntem o que houve,nem eu sei.Só sei que diminuí demais meu tempo de estudos,e está me fazendo muito bem-enquanto não vi os resultados das provas.

Tive uma idéia...aos sábados,passo muitas horas somente no msn(falando de nada com coisa nenhuma com Klô,Benedet,Felipe e outros).Se eu não falar com mais ninguém,já é um dia a mais para vir aqui.Sexta-feira,sem condições!Fico muito mole por causa do pré no dia seguinte.Então...sei lá,só consigo pensar no sábado.

Disse que iria contar como foi o passeio a Petrópolis,mas foi cancelado!Fiquei muito pé da vida,queria até ter xingado(nem consigo mais).Acredito que será remarcado,espero que aconteça!

Não tenho muito o que dizer.Vou lá ouvir o Pretty.Odd,que já ouvi MUITAS vezes só nesta semana,segundo o meu Last.Lá,sempre encontro o lugar onde os pensamentos podem florescer(coisas de Ryan Ross).
Beijos!

Ouço hoje:Behind The Sea-Panic At The disco (ouço essa música incessantemente,não dá para parar)

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Vamos atualizar?

Cá estou,de volta ao meu blog!Sei que minhas aparições ficaram raras,mas desta vez estive fora de casa por mais de uma semana.Não tive acesso à internet,mas agora posso contar como vão as coisas por aqui.Acredito que não sejam poucos assuntos,vou começar de uma vez!

Já faz um tempo que mudei o visual daqui,não?Quando tinha Blig,sempre falava das mudanças,mas devo ter ficado esnobe aqui no Blogger e nem disse mais nada(hehe)!Ah,mudei porque queria algo claro,queria mostrar meu amado All Star vermelho!Sou uma pessoa muito regular e simples em ações,então um layout branco e sem flores parece combinar mais comigo.Concordam?O nome do blog deve ficar Eu Desatinei mesmo.

Não sinto mais que minha vida está seca e boba,graças a Deus.Todas as minhas crises adolescentes são irritantemente maduras:fico quieta,só pensando nas minhas loucuras e esperando que tudo passe.Obviamente,ainda sinto falta daquela liberdade que não existe na cidade,mas tudo tem seu tempo.No dia em que puder estar em um lugar em que se possa ver o verde em todos os cantos,será maravilhoso.Por enquanto,consigo me contentar com minhas árvores no meio do concreto(até que são bonitinhas).

Passeios...já vai fazer três semanas em que estou passeando com a escola.Na semana passada,fomos ao sítio arqueológico de Itaipu.Foi maravilhoso,mas prefiro contar sobre isso em outro post,no qual mostrarei fotos a vocês(podem cobrar!).Anteontem,os melhores alunos da escola foram ver dois jogos do mundial de futsal.Klô,Tatá,Allyne e eu fomos.Os japoneses são h-i-l-á-r-i-o-s!Jogam tão mal que dá vontade de torcer por eles!A Laura teria adorado vê-los,com seus cartazes com dizeres em japonês.Klô ficou louca,gritava em japonês sem parar!Terminando de uma vez o assunto "passeios":vamos todos a Petrópolis na terça-feira.Estou TÃO,mas TÃO animada!

Vestibular,na mesma.Faço aniversário em 8 de novembro,e tenho prova da UFRJ no dia 9.Significado:vou passar meu aniversário de 17 anos no pré-vestibular.É melhor esquecer da feliz situação e contar a grande novidade:prestarei Ciências Políticas na Unirio.Lá não há Psicologia,não há Letras,não há NADA!Acabei achando Ciências Políticas,e estou (não mais secretamente) desejando passar,com toda a minha alma ou seja lá o que dê forças a nós.Quero demais ser psicóloga,mas Política e Literatura estão dentro de mim.Já contei que estou louca para fazer Latim?

Para finalizar,a boa e velha Literatura:acredito que,contra todas as expectativas,este tenha sido o ano em que mais li!Nos últimos tempos,li A Escrava Isaura(eta livro besta,meu Deus),Vidas Secas e vou começar A Revolução dos Bichos.Estou gostando demais do senhor Carlos Drummond de Andrade,e devo admitir que ele tirou o digníssimo Alphonsus de Guimaraens do posto de poeta do meu coração.O que dizer em momento tão singular?Bem Alphonsus,foi bom enquanto durou.Ismália e toda a sua dor ficarão comigo,obrigada por tudo e tchau!A coisa agora são as tais pedras no meio do meu caminho.

Abraços enormes a todos(beijos são chatos e molhados) e felicidades.Nunca se esqueçam...BEATLES,BEATLES,BEATLES!

Ouço hoje:Woman in chains-Tears for Fears(cafona,uhuuuuu)

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Cumprindo obrigações!

Estava jogadona aqui e lembrei-me de que ganhei alguns selos há um tempinho e esqueci TOTALMENTE de postar os pobres esquecidos!

Sei que às vezes,é muito chato ficar postando selos e mais selos.Só que estava aqui vendo alguns meus,e sabem o que me animou?Pensar que quando alguém leu algo do tipo "Esse blog tem qualidade",pensou em mim e no que escrevo.É gratificante saber que o que as pessoas lêem aqui causou uma boa impressão nelas.Então,obrigada por ouvirem meus desatinos adolescentes,povão!

Selos da Amanda :

Como diz a Laura,não indico mais a ninguém,para não ficar um círculo doido de selos!Só agradeço à Amanda e a todos que um dia me deram selos.Estou com a fortíssima impressão de que esqueci alguns selos(da Cris e da Sônia),então me avisem!Apaguei umas coisas aqui e acho que foram eles!

Beijos e até um dia aí!

Ouço hoje:uma coletânea com os maiores sucessos de Chopin,que sempre deixo tocando no computador e me deixa muito feliz!

sábado, 27 de setembro de 2008

Vida seca,crise adolescente

Cheguei do pré há pouco,ainda estou cansada.Na volta,fiquei lendo Vidas Secas,de Graciliano Ramos,no ônibus.Já havia lido a obra,mas foi em março ou abril,e tenho que fazer um trabalho sobre ela,então achei melhor relê-la.Essa decisão acabou revelando-se uma das melhores que já tomei,porque minha visão sobre o livro-que eu havia detestado-está mais madura.

Devido à seca,problema físico de certas regiões nordestinas,os personagens do livro acabam ficando com os sentimentos também secos.Suas ações,suas palavras e até mesmo seus pensamentos são secos.E,observando a chuva(quem diria!),fiquei pensando em porque tantas vezes sinto que minha vida também é seca.Acredito que seja porque o ambiente ao meu redor seja assim.Quando estava andando,senti que o chão era irritante,queria destruí-lo...porque é seco,de concreto;quis tocar o ar,mas existiam edifícios por todos os lados;parei no meio da rua-como nunca havia feito- e quis ouvir os sons.Ouvi uma batida monstruosa de funk,algo sem beleza alguma na melodia,seco.Senti vontade de gritar,mas quem disse que faço o que me der vontade?Até mesmo meus desejos são secos,sem força para me guiarem.

Essa secura toda é que está me afastando do meu blog,da vida.Vocês sabem que é só crise de adolescência e passa,então tenham mais um pouco de paciência,porque voltarei a encontrar coisas lindas no mundo para compartilhar com vocês.

Beijos

Ouço hoje:Northern Downpour-Panic! At The Disco

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Ela venta,ele voa

O post será um tanto estranho:será sobre duas pessoas que impressionam-me muito.Nem sei muito bem o que dizer,por não conhecê-los bem.

Ele,conheci há alguns meses pela internet.Um bom menino,quer ser psicólogo assim como eu.Quando falo com ele,faço uma coisa que era muita rara de eu fazer:sorriso simples.O sorriso simples é assim:você está quieta,pensando na vida.De repente,você vê(no meu caso,lê) algo diferente;então,você dá um sorriso.Não é um grande sorriso,é pequeno até.Mas fico com um sentimento tão bom,sabe?

Ele tem manias de internet,principalmente um tal de tiopês.Tentem imaginar esta pessoa careta tentando entender o que significa um "q" no fim de cada frase.Tudo isso foi me deixando mais livre,ou coisa do gênero.Bem,um dia ele me passou um clipe de uma banda [de um país que fui agora ver no Google]da Islândia.Fui vendo o vídeo,encantada.No fim,as crianças do vídeo começaram a voar!Na hora,pensei que aquela é característica dele:voar.O menino sonha sem parar,é algo muito legal,ele sonha dentro do mundo real.

Agora,falar dela é mais fácil.Eles dois são muito amigos,e ele deu uma descrição à ela:é como  flor do asfalto.Concordo,mas disse à ela que para mim,ela é como aquele ventinho que bate à tarde e deixa a gente feliz.O que imaginar de uma pessoa que é alvo de definições tão poéticas?Ela é demais!Com ela,faço algo diferente do sorriso simples:a inquietação positiva.Quando ela fala comigo(por msn)fico animadíssima,começo a fazer planos e a ouvir músicas divertidas.Outra vez,uma pessoa de longe faz com que eu tenha momentos bons.

Os dois têm alma de artista,e é isso o que me impressiona neles.Vocês têm que ver as fotos que ela tira:perfeitas,faz a gente ter vontade de ficar vendo para sempre.Parece que têm vida!Ele é meio filósofo e meio retardado;ou seja:às vezes diz coisas que me fazem ficar com cara de besta por motivos bons e em outras vezes,por motivos ruins.

O post foi estranho,mas não expressou nem metade do meu (bom)assombro em relação à Amanda e o Gustavo.Ela venta,ele voa.E eu fico como criança olhando esse espetáculo,mesmo estando tão longe deles.

Até mais!

*Todas as fotos foram tiradas pela Amanda*

Ouço hoje:Na sua solidão-Cachorro Grande

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Meu primeiro amor(político)

Foi em 2006,lá pelo meio do ano.As campanhas eleitorais iriam começar,e eu estava bastante animada.Política era divertido,e o horário político era meu parque de diversões.

Decidi que conheceria bem todos os candidatos a governador e presidente,porque queria me inteirar bastante em política e deixar de ser uma alienada.Começa a parte de governador e passa o primeiro candidato:odiava aquele homem.É um daqueles falsos,que fingem adorar ao povo e querer mudar tudo.O que mais me assustava nele eram os olhos:nunca havia visto mais falsos.Após ele,veio uma senhora muito legal,na qual minha mãe e eu confiamos muito por seu passado político.Vieram outros,todos interessantes.Quase no fim,apareceu um homem relativamente novo,com um jeito bem confiável.Era tão lindo(descobri que somente eu achava isso)!Foi o mais realista de todos:disse o que poderia fazer de acordo com as finanças do estado,e desmentiu propostas mirabolantes de outros candidatos.Olhei,ouvi,me apaixonei.

Depois daquele dia,era mais fácil deixar de viver do que perder o horário político-corria muito na hora em que começava!Quando ele aparecia,era minha felicidade:o som da voz dele era a coisa mais importante que eu poderia ter nos meus dias.O que me intrigava era o fato de que ele tinha pouco tempo para falar,mesmo sendo de um partido "grande".Até hoje,não entendo o critério de distribuição de tempo do horário político:há uns que falam,falam e ainda colocam musiquinha por uns 40 segundos,enquanto outros têm 1 minuto para apresentar todo um plano de governo.Enfim,o meu "anjinho" tinha pouco tempo e já havia conseguido uma grande militante de 14 anos.

Aquele tal candidato dos olhos falsos era o favorito a ganhar a disputa pelo governo,por já ter um histórico popular bem forte.O meu candidato criticava-o abertamente,com muita veemência.Tanta veemência fez com que eu aprendesse muito rapidamente todas as suas propostas de governo!Era muito divertido,as meninas e eu brincávamos de debate,e eu sempre fazia o papel dele.Sabia rebater tudinho,aprendi com ele a desmontar propostas utópicas e a fazer as minhas parecerem as únicas coerentes.

Passou o primeiro turno:ele perdeu.Não fiquei mal,fiquei péssima.Estava cansada de tanto arrumar eleitores para ele...alguma esperança eu tinha!Assistia a tantos telejornais e ouvia tantas rádios de notícia que até hoje não sei como não percebi que ele perderia.Ah,devo ter percebido,mas não aceitado.Ele estava lá pelo terceiro ou quarto lugar,e o senhor de olhos falsos tinha uma vantagem gigante sobre os outros candidatos.

Relaxei e decidi curtir o segundo turno,para o qual foram o falso e aquela senhora confiável.Obviamente,estava torcendo por ela.Tudo ia bem,as alianças iam sendo feitas.Em um horrendo dia de primavera,estava assistindo televisão e meu candidato apareceu(estava em um lugar bem feio),dizendo que apoiava ao tal candidato de olhar falso.Ele dizia cada coisa...que o indivíduo-que ele havia massacrado de críticas-era ótimo,a melhor opção.Tive uma crise de choro,por uns três dias.Após isso,fiquei um pouco,digamos...fria.Comecei a ler muito jornal,e me apaixonava cada vez mais por política.Passei a pensar de maneira calculista,como eles pensam.Não tornei-me calculista,mas tive que pensar assim para entender o jogo.O chato é que sou muito nova,e não entendo muitas coisas que leio,mas o tempo dará um jeito nisso.


Já me esqueci da minha primeira briga,meu primeiro dia de aula e do meu primeiro amor.Da minha primeira desilusão política,me lembro todos os dias.E até hoje,acho engraçado!

domingo, 31 de agosto de 2008

Atualização

É bom voltar aqui,contar um pouco do que anda acontecendo a vocês.Sinto saudades do meu blog,mas prefiro escrever pouco,senão me acostumo a voltar em todas as horas.

Bem,são duas novidades:simulado e Enem.O simulado lá do pré foi na semana passada,e acreditei que havia ido muito mal.Em Matemática,não sabia nada!Das 12 questões,acertei 6,sendo que sabia resolver 2 ou 3.Em Física,foi bem mais legal:acertei algumas nas quais achava que havia feito os cálculos errados.Incrivelmente,estavam certos(ainda não acredito nisso).Química,só acertei uma!Humanas(Português,História,Geografia e Literatura),fui extremamente bem.Resultado:das 49,acertei 33.Segundo lugar!Foi tão divertido,os outros primeiros colocados e eu andamos por todas as salas!Cada um ganhou uma incrição para alguma universidade,paga com o dinheiro das incrições do simulado.Preciso comentar a crise que minha mãe deu?

E o tal do Enem.Amanhã,ou melhor,hoje.Não me perguntem o que faço acordada a essa hora,porque dormi por umas 4 horas.Estou um pouco assustada,será minha primeira prova com redação.Sinceramente,não estou muito segura em relação ao Enem,porque achei que iria muito mal nas provas em que fui bem.Como estava um pouco mais tranqüila e relação ao Enem,acredito que tudo dará errado.Acabei de ler o que escrevi;pareço uma louca.

Bem,até mais.Sorte no Enem!

Ouço hoje:Baby it's you-The Beatles

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Explicações corridas

Meu último post foi meio louco...hahahahhahahahah.É que estou cansada de estudar e extremamente ocupada,então decidi dar um tempo do blog,porque ele é muito importante para mim!Não quero vir aqui estressada por causa de Física e ficar falando qualquer coisa só porque estou com raiva!

Vim aqui dizer isso porque a Cris achou que eu estava com algum problema e não queria dizer!Agora,ficou tudo explicado!

Vou lá ouvir Chico Buarque e ler um livro para Sociologia.Assim que puder,visitarei todos os blogs!

Até!

Ouço hoje:Brejo da Cruz-Chico Buarque

Ps:para a Amanda,que também gosta:acabei de ler o último Harry Potter!

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

É isso aí:

Acho que vou sumir por uns tempos.

Até!

Ouço hoje:nada,nem sei mais o que é música direito.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Independência

Estava pronta para fazer um post sobre miopia e cores,pois tive essa idéia ao ler um post da Laura sobre cores.Porém,aconteceram algumas coisas hoje que fizeram-me(nova mania de usar corretamente o pronome oblíquo) pensar em minha personalidade.

Minha professora de Física passou alguns exercícios,os quais a turma deveria resolver e entregar-lhe.Não estava conseguindo fazer o nº 2,então pulei para os outros,pois nunca me atenho ao que não sei fazer.Percebi que todos estavam "empacados" no nº 2;o pessoal costuma tentar fazer os exercícios na ordem,se esforçando para fazer o que não sabe para enfim passar ao próximo.

Depois de resolver o resto,voltei ao tal exercício.Meus resultados davam números absurdos,não estava aceitando aquilo.Depois de muito tempo,perguntei à Allyne como ela estava fazendo.Paulo(namorado de Allyne) começou a fazer conosco e como sempre,nós três começamos a discutir.Adoro quando isso acontece,porque um fica gritando fórmulas,regras e propriedades para os outros,o que faz com que aprendamos muito bem.Allyne ia e voltava da mesa da professora,e quando ia explicar-nos o que aprendia,dizia coisas absurdas(Allyne explicando algo é sempre hilário).De qualquer maneira,eu não conseguia entender!Lia,relia e não entendia.Ficava repassando tudo o que andei estudando em livros de Física na mente,mas nada encaixava-se!

Klô entendeu e tentou explicar,mas eu não quis.Acho que ela não gostou muito,então comecei a pensar em mim e no passado.Simplesmente não consigo deixar que alguém me ajude!Faz algum tempo que tomei consciência disso,mas hoje foi o exemplo mais forte.As únicas pessoas que deixo que ajudem-me de alguma forma são Allyne,Paulo e Miriã,porque estou acostumada a fazer parcerias com eles há muitos anos:eu ajudo-os,eles ajudam-me e todos ficamos felizes.Só que fora dos meus parceiros,realmente não consigo aceitar ajuda de outras pessoas!Estou muito acostumada a fazer tudo por mim sozinha.

Fiquei lembrando-me de exemplos dessa minha independência:quando estava míope e não conseguia enxergar o quadro,aos oito anos.Pegar a matéria de alguém para copiar?Nunca!Esperava o recreio chegar para ir lá para a frente copiar tudo correndo;no 1º ano,quando passei a ler livros clássicos:não conseguia tirar minhas dúvidas com a professora,o que fiz foi sentar-me para lê-los com um dicionário ao lado;quando comecei a ler o Jornal do Brasil(meu primeiro jornal sério),tinha tanta dificuldade que sentia que minha cabeça iria explodir!Perguntei algo à professora de Geografia?Óbvio que não.Pegava meu amigo dicionário e fazia associações com coisas que já conhecia.

Resultado de tudo isso:uma independência precoce e dificuldade em contar com as pessoas.Prefiro fazer tudo o que se refere a mim sozinha,e peço ajuda somente quando estritamente necessário.Neste ano,estou aprendendo mais a contar com as meninas,porque estudar para o vestibular me deixa atarefada demais para resolver coisas da escola.O melhor exemplo foi no trabalho de Física do bimestre passado:não havia a menor possibilidade de conseguir fazer aquilo sozinha,era difícil e trabalhoso demais.Acabei trabalhando somente com Tatá,e fizemos um trabalho maravilhoso!Para nós duas,a época desse trabalho foi uma das melhores de nossa vida;ficamos muito mais fortes.

Bem,devo voltar às tais questões de Física.Acredito que todos os resultados que encontrei estejam errados,mas estou feliz por estar me esforçando sozinha.Não adianta:uma vez independente,sempre independente!

Até!

Ouço hoje:You've got to take it-Manfred Mann(tenho desespero por essa música!)

domingo, 10 de agosto de 2008

Tudo é como deve ser!

Tinha seis anos quando meu pai morreu.Minha mãe só me contou o que houve quando chegou do enterro.Segundo ela,fiquei andando sozinha pela casa após ela ter me contado.Lembro-me de poucas coisas desse dia:brinquei muito com minha boneca,estudei(como sempre) e achei estranho não ter mais meu pai por aí.O estranho para mim não era não ter pai;era ter de responder:"Meu pai morreu" quando falassem de família na escola.É uma frase normal,mas que soa muito feia quando sai da boca de uma menina de seis anos.

Minha mãe nunca me disse de quê meu pai morreu.Acredito que tenha sido de algo ruim,mas nem me importo muito.O chato é que todos pensam que dou importância a isso,e ficam tentando me proteger de algo que não me ameaça!É algo bem novela mexicana,todos me tratando como um cristal,se preocupando em não me quebrar.Ah,se eles soubessem que não sou frágil!

Pensando em meu pai,somente lembro-me de boas coisas.Ele me amava muito,eu era a princesa dele.Ele ficaria feliz em ver que continuo estudiosa e que tenho bons sonhos,mas sempre tentando realizá-los com o pezinho no mundo.Sei que ele não foi uma boa pessoa com minha mãe,tanto que já haviam se separado quando estava com uns 4 anos.Sei que ela sofreu com ele,que minha avó sofreu com ele e que ele sofreu consigo mesmo.O problema é que quase ninguém sabe que sei disso,e,mais importante,que não me magoa!Muito pelo contrário,sei que minhas duas famílias são problemáticas e sou uma exceção.Em um mundo de parentes extremamente sensíveis ou extremamente amargurados,sou equilibrada.Manifesto as emoções quando elas se mostram necessárias a mim,não sinto necessidade de chorar ou ser rígida durante todo o tempo.Tudo possui sua hora certa.E já é a hora de as pessoas pararem de proteger-me daquilo que não me faz mal.


Mesmo quando meu pai estava vivo,para mim o melhor homem do mundo era meu avô.Ah,meu avô é demais, a melhor pessoa do (meu)universo!Sempre bom,doce e sério .Minha identificação com ele é enorme,somos muito parecidos.Sempre observamos muito e falamos pouco.Nossa maior diferença é que ele é bonzinho até demais,o que faz com que muitos aproveitem-se dele.Eu não sou exatamente um doce de pessoa,se é que me entendem.Tive dois pais no mundo:um foi bem cedo e o outro está por aqui,dividindo seu amor entre três filhos e quatro netas.Todos amamos agradar ao meu avô.Aliás,minha avó morre de ciúmes disso.

Não escrevi essa história toda por ser Dia dos Pais,até mesmo porque acho uma das datas mais bobas,juntamente com o Dia das Mães.Escrevi porque estava conversando com minha ex-tia hoje de manhã sobre paternidade,o que fez-me lembrar do quanto já senti-me mal por não lamentar tanto a morte de meu pai.Hoje,acredito que desde minha infância entendo perfeitamente o significado da frase "Deus sabe de todas as coisas".Sei que Ele faz o melhor por todos nós,quem sou eu para questionar os métodos?

Abraços e até!

Ouço hoje:Lifestyles of the rich and famous-Good Charlotte(eu NÃO sou emo,é música dos meus 12 anos!)

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Sono até demais

No sábado retrasado,eu estava na aula de Português no pré-vestibular,quando a professora disse algo que me deixou um pouco emotiva;era sobre estudos e esforço.Foi a melhor representação em palavras do que sinto,foi aproximadamente isto:"Estudar não é fácil,cansa.O tempo todo,você luta contra você mesmo".

Nos últimos dias,tenho me sentido esgotada.Mesmo que vá dormir às 21:00,acordo exausta.Na escola,sinto vontade de dormir durante todo o tempo.Não estou exagerando nos estudos,estou até muito calma,estudando na medida certa.Tudo está sendo estranho para mim,porque sempre tive bastante energia para fazer qualquer coisa relacionada a estudos.Todo este sono(estou sentindo agora) está me deixando até triste.

Quando estudo,sinto vontade de fazer inúmeras coisas,principalmente ler.Vestibulandos costumar ter saudades de suas vidas sociais;como nunca tive uma,sinto saudades do tempo que usava para me dedicar a mim.Ah,como quero ler Eça de Queiroz,José de Alencar,até mesmo a apelativa Danielle Steel!Só que se não estou conseguindo manter os olhos abertos nem mesmo para passar no vestibular,que dirá para ler!

O post ficou curto,mas estou cansada demais para pensar em mais alguma coisa.Só quero dizer duas coisas:a primeira é que vou continuar lutando contra o que quero fazer para cumprir o que devo fazer!Esse é o princípio de uma boa vida,desde que aplicado com moderação.A segunda coisa é que gostei muito das dicas que todos me deram sobre trotes.Pelo que ando lendo,eles mudam de acordo com o curso.De qualquer maneira,é bom ficar atenta.Obrigada!

Ah,quase me esqueci!Vou aos blogs de vocês amanhã à noite ou no domingo,sem falta!

Até!

Ouço hoje:Right to be wrong-Joss Stone




quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Trote e (falta de) respeito


É,está ficando cada vez mais difícil vir aqui no meu cantinho postar.Estudar é tão complicado!Chega uma hora em que me dá vontade de jogar tudo para o alto e simplesmente ir dormir.Nesse exato momento,penso:"Meu concorrente não quer ir dormir...",e continuo a estudar.

Quando não estou estudando,fico no Orkut lendo comunidades de vestibular.Elas são muito boas,porque as pessoas que passaram no vestibular ficam lá contando como é a faculdade e dando força aos "pré-calouros".Só que hoje li uma coisa que me deixou um pouco assustada,era sobre trote.

Quem passa para a faculdade não consegue escapar do trote,é fato.Eles(os veteranos) pintam suas roupas,seu cabelo,lhe fazem passar vergonha no meio da rua...coisas do gênero.Até aí,tudo bem(na medida do possível).Só que vi um garoto numa comunidade perguntando à uma menina se tinha sido ela que depilou a perna dele no ano anterior.Ela disse que sim,e que também tinha sido ela a jogar tinta dentro da cueca dele.Fiz uma cara tão assustada que quem me visse acharia que estava passando mal(não que eu estivesse bem).Como assim,DEPILAR A PERNA DE UM MENINO?

O trote é algo divertido e serve para descontrair,mas acredito que quando envereda por ações desse tipo,passa a ser pura violência.Isso é maldade!Já que sou batizada na Igreja Católica,minha mãe me considera como católica,mesmo não sendo praticante.Sigo certos princípos que considero básicos para alguém ser considerado como humano,entre eles o respeito ao próximo.Nem digo amor,porque está ficando cada vez mais difícil amar ao próximo,mas respeito é necessário.Por que machucar uma pessoa?Só para você rir e se divertir?Qual é a justiça nisto?Para mim,não adianta esse blá-blá-blá de "vivemos em uma sociedade egoísta e cada um faz o melhor para si".A integridade física das pessoas é(ou deveria ser)um limite sagrado à ação alheia.

Tudo isso me irrita profundamente e é chato.Há um trecho da música Formidável Mundo Cão,do Jay Vaquer(ele é brasileiro),que me lembra muito essa selvageria toda.É assim:"Vamos destrancar as portas do hospício e as jaulas do zoológico/Tirar das costas esse peso/No corre-corre de doidos e animais/Ninguém será capaz de apontar quem tava preso".Igualzinho,não?Esses trotes violentos são uma daquelas horas em que não sabemos diferenciar os seres humanos dos animais irracionais.

Até!
Ouço hoje:We're Through(versão alternativa)-The Hollies

domingo, 3 de agosto de 2008

Ouvindo tudo em todo lugar

Deixei o blog um pouco de lado para estudar mais e pensar na vida.Meu último post foi bem feliz,e continuo neste estado.Só que senti uma vontade enorme de falar sobre música.Não consigo mais viver sem ela.

Estou me sentindo em um novo universo.Sempre fui muito ligada à música,como a maioria das pessoas.O que está acontecendo agora,porém,é totalmente novo.Estou quase respirando música.Em cada lugar que vou,fico cantarolando(mentalmente,claro) alguma canção.E os sons da rua me parecem quase mágicos...tudo é música!O som dos carros somado àquele barulho que as folhas das árvores fazem ao entardecer parece uma daquelas loucuras dos Mutantes.Às vezes,começo a rir sozinha no meio da rua,porque olho para as pessoas e penso qual música mais combina com cada uma.

Lembram-se de minha maratona de filmes?Há muito mais tempo,venho fazendo uma musical.Desde que conheci Beatles,para dizer a verdade.Quando conheci-os(no ano passado),comecei a sentir um desejo incontrolável de conhecer coisas novas;os Beatles me fazem querer sentir o mundo.Foi nessa época que fui,apreensiva,ouvir o disco de Chico Buarque de minha mãe.Eu simplesmente detestava aquele disco,mas minha alma sabia que era a época certa de conhecer aquelas músicas;desta vez de verdade,eu deveria sentir cada uma!Parecia uma criança antes de ir na montanha-russa...assustada e feliz.O resultado disso tudo é um amor gigante a Chico Buarque,amor que quase foge à alma.

E foi com Beatles que percebi que tenho um "instinto musical".É algo até estranho,é assim:posso até conhecer o artista por nome,mas sei a hora exata em que devo ouvi-lo.Ouvir algo quando sinto que não é a hora pode me fazer até não gostar do artista!Exemplificando:a Roberta Sá(cantora) é cliente lá da loja onde minha mãe trabalha.Minha mãe sempre falou que diziam que a Roberta era boa,e eu fiquei com muita curiosidade em ouvi-la.Só que aquela não era a hora,mesmo que eu estivesse morrendo de vontade de ouvir.Um dia,quando estava sentada,pensei:"É agora."Me levantei,procurei na internet e ouvi.Hoje amo a Roberta Sá,o rouxinol(segundo Marcelo Camelo,acredito eu).


Tudo o que venho conhecendo é tão maravilhoso,me encanta.Já ouviram Mutantes?Se não estiverem prontos,nunca ouçam!É experimental,ousado,maravilhoso.Ah,e Los Hermanos?A cada segundo que passa,Marcelo Camelo e Rodrigo Amarante mais me impressionam.Entraram para a minha humilde lista de compositores favoritos,que é preenchida por compositores nada simplórios!Vocês também devem ouvir(na minha opinião) Gilberto Gil,Engenheiros do Hawaii,Caetano Veloso,Geraldo Vandré,Mariana Aydar,Jay Vaquer...há tantos!

Não me esqueci dos artistas internacionais;afinal,o mundo não é só Brasil.Bem,sou louca por The Hollies,The Kinks,The Beach Boys...ah,falta tanta gente na lista nacional e na internacional que não vale a pena listar.Ainda faltariam os muitos artistas novos(muito novos mesmo) que estou conhecendo.Quem diria...eu odiava as bandas novas!

Desculpem-me pelo post longo e chato,mas devo confessar que foi muito bom fazê-lo.A música se juntou com a Literatura para me roubar de mim.E gostei de compartilhar isso com vocês.Agora,só falta aprender a sambar.Bem,isso vai ficar faltando para sempre,no que depender de mim!Vou lá ouvir o Chico,ele já está me chamando.Como é bom ser feliz!

Vem,que passa teu sofrer...se todo o mundo sambasse,seria tão fácil viver!-Tem mais samba,Chico Buarque

Até!
Ouço hoje:Refazenda e Tenho Sede-Gilberto Gil

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Descoberta óbvia!


É muito engraçado quando vemos uma coisa e percebemos que era óbvia,que estava ali o tempo todo.Isso aconteceu comigo ontem à noite.

Minha mãe estava no computador vendo uns vídeos no Youtube.Estava me mostrando uns vídeos do Mano Chao,que achei muito legal.Nem sei porque,mas comecei a pensar em Psicologia e em que área eu gostaria de me especializar.Há algum tempinho,decidi que me especializaria em Psicologia Jurídica,porque gostaria de trabalhar com crianças que sofreram abuso sexual(segundo minha mãe,tenho estômago forte) ou que estejam passando por processo de adoção.É algo que me interessa muito,mas sei que será dfícil encontrar espaço nessa área;há mais chances de me colocarem para trabalhar com detentos,e eu não quero isso!

Então,lembrei de que à tarde li um blog que via nos links da Nina e sempre quis visitar,o Diga Não À Erotização Infantil.Fui lá e vi que eles publicam matérias de revistas e sites sobre temas relacionados à crianças.O último era sobre a relação das crianças com a internet.MUITO BOM!Quando percebi,já havia lido quase toda a página,sem contar as descrições de crianças desaparecidas.

Fui me lembrando do meu outro blog...postei muitíssimas vezes sobre crianças!Até mesmo poesia sobre infância já coloquei lá.Outra coisa é que não gosto muito de estar entre adultos ou adolescentes;minha paz só vem entre crianças.Logo,COMO NUNCA PERCEBI QUE DEVERIA ME DEDICAR À PSICOLOGIA INFANTIL?É a coisa mais óbvia do mundo!Por mim,passaria o dia todo lendo e estudando sobre crianças,acho muito divertido e estimulante.Cruzes,que felicidade enorme!

Eu andava bem mole nos últimos tempos,mal estudava direito para o vestibular.Hoje,acordei ansiosa às 4:00 e fui para a internet ler sobre universidades,Enem,ProUni,tudo(além de ter lido mais o Diga Não À Erotização Infantil)!Às 6:00,fui tentar dormir...quem disse que conseguia?Fui correndo estudar!Por hoje,me concentrei em Física e Matemática,mas vou estudar História-não me importa até que horas!É muito bom ter certeza do que se quer fazer,vem uma determinação que você nem sabia possuir!Aprendi que é certo o que Allyne e eu sempre dizemos:quando você realmente quer algo,nada nesse mundo lhe impede de lutar por isso,tudo em você pede aquilo.Ah,felicidade,felicidaaaaaade!

Pode ser que na faculdade eu opte por outra coisa,mas a felicidade de agora já inunda toda a minha vida(sim,estou zoando Fernando Pessoa).Aeeeeeeeeeeeeeee!

Até!Beijos,abraços,festa,felicidade e música pra todo o mundo!

Ouço hoje:Mais Alguém-Roberta Sá