sábado, 27 de setembro de 2008

Vida seca,crise adolescente

Cheguei do pré há pouco,ainda estou cansada.Na volta,fiquei lendo Vidas Secas,de Graciliano Ramos,no ônibus.Já havia lido a obra,mas foi em março ou abril,e tenho que fazer um trabalho sobre ela,então achei melhor relê-la.Essa decisão acabou revelando-se uma das melhores que já tomei,porque minha visão sobre o livro-que eu havia detestado-está mais madura.

Devido à seca,problema físico de certas regiões nordestinas,os personagens do livro acabam ficando com os sentimentos também secos.Suas ações,suas palavras e até mesmo seus pensamentos são secos.E,observando a chuva(quem diria!),fiquei pensando em porque tantas vezes sinto que minha vida também é seca.Acredito que seja porque o ambiente ao meu redor seja assim.Quando estava andando,senti que o chão era irritante,queria destruí-lo...porque é seco,de concreto;quis tocar o ar,mas existiam edifícios por todos os lados;parei no meio da rua-como nunca havia feito- e quis ouvir os sons.Ouvi uma batida monstruosa de funk,algo sem beleza alguma na melodia,seco.Senti vontade de gritar,mas quem disse que faço o que me der vontade?Até mesmo meus desejos são secos,sem força para me guiarem.

Essa secura toda é que está me afastando do meu blog,da vida.Vocês sabem que é só crise de adolescência e passa,então tenham mais um pouco de paciência,porque voltarei a encontrar coisas lindas no mundo para compartilhar com vocês.

Beijos

Ouço hoje:Northern Downpour-Panic! At The Disco

6 comentários:

Diego! disse...

“Ô chuva, vem me dizer
Se posso ir lá em cima prá derramar você
Ô chuva, preste atenção
Se o povo lá de cima vive na solidão”

Essa musica da Marisa Monte é perfeita.

Até....

Gley disse...

Agora eu to na crise da idade (se é que existe, deve existir). Sem falar das existenciais. O que também passa.

É ótimo quando você descobre que tem uma outra idéia sobre uma cousa com a qual já teve contato há tempos. Amadurecimento. Exato.

Esperta! ;)

laura disse...

Hm..agora saquei! Tomara que comece a cair logo uma tempestade, dessas de levar tudo pra longe! Aí você volta a ficar mais perto da gente... =D

Juliana disse...

Oi minha linda!!! tudo bem? Crises...entendo bem sobre elas... estava vivendo nos altos e baixos, tão baixo...vc acompanhou, agora estou bem. Me sentindo mais madura e preparada p/ enfrentar as descepcoes. Mas enfim, estou contigo.Sei que estou distante mas não me esqueço de vcs, de vc que foi a primeira a visitar meu blog e me dar uma força sem igual, e uma menina, uma menina mulher incrivel. Te adoro e sinto muito orgulho de vc. MIl bjusss

Nina disse...

querida! fico contente e triste ao mesmo tempo.vc está mais crescidinha, já entende de mt coisa, livros sao assim, a gente tem que estar preparada pra ler, as vezes a gente nao gosta, depois de um tempo relê e entende. foi assim comigo quando li a madona de cedro, na primeira vez odiei, um saco, tédio completo, outro dia reli, e achei uma obra de arte.

sobre vc ter uma vida seca, preciso discordar. alguém com a sua cabecinha nunca viveria num mundo assim. porque vc pode colocar verde nessa vida. e vc o faz! nao se estresse tanto com as coisas que nao pode mudar. mas procure ver o lado bom das coisas sempre.

ps. o rio que vc mora é tão maravilhoso! mas qd vc vier pra cá, vc vai ver mts belezas tbm. aqui a vida nao é seca como mts pregam por ai.pelo contrario, vc vive cercado de gentilezas!!

Carlinha disse...

Vida seca? Carol seca? Isso não poooode! Quem vai me inspirar? Vai destruir a vidinha dessa moça que vos fala?
Graças a Deus você é uma adolescente, porque assim eu fico mais certa que em algum momento essa secura vai passar e tudo vai voltar ao normal!
Querida, obrigada por suas palavras, viu? Você nem imagina o quanto é especial pra mim e por isso Não posso ficar sem você muito tempo!
Amo vocÊ!