segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A day in the life

Hoje foi meu primeiro dia de aula no 6º período. Logo de manhã, uma cena engraçada: passei em frente ao meu prédio às 7 da manhã e havia um monte de alunos e professores do lado de fora. Achei que era greve e logo me preocupei, mas tinha de ir para o estágio (em outro prédio) e fiquei na curiosidade. A verdade é que o porteiro do IP (Instituto de Psicologia) só chegou às 8:20. Sério que ninguém mais tinha chave, gente?

O estágio foi legal como sempre. Gosto muito da minha supervisora, sinto por ela uma admiração enorme. Ela é inteligente, metódica, e se preocupa com o nosso aprendizado. É muito humana, também. Uma linda. As orientandas de pós, mestrado e doutorado dela também são incríveis. As outras estagiárias também...ou seja, amo aquele ambiente e tudo o que aprendo lá. Pena que havia ido dormir muito tarde na noite anterior e não estava com um alto nível de consciência durante a supervisão.

Almoço com as minhas companheiras de estágio, que são todas minhas amigas de turma. Contei à uma delas (que era apenas colega) sobre meus fetiches e a criatura ficou chocada, hahahha. As outras, que já sabiam de tudo, riam sem parar. Ela nos contou a história de seu namoro (muito meigo), discutimos sobre pais e ao vermos os calouros de Serviço Social pintados para ir ao trote, lembrei de quando passei pela mesma situação. Parece que foi há 10 segundos...2009, como fugiu de mim tão rapidamente?

Depois, primeira aula de Testes Projetivos. A professora é do Rio Grande do Sul e é fofa demais. Baixinha, branquinha, cabelos pretos curtos e óculos. Dá sorrisos tímidos e tem uma voz doce. Tão nova e já doutora! Parece ser muito competente, ouvi até boatos sobre uma outra turma meio vagabunda que não se deu bem com ela exatamente porque ela cobra mesmo (e o professor anterior era um fanfarrão, sei por experiência própria). Fico feliz por ter a chance de aprender com ela, e espero mudar um pouco a sua visão sobre o comprometimento dos estudantes da UFRJ.

Peguei meu ônibus às 16:30, e ouvi um episódio do FilmiTalkies no caminho. Depois tive que dormir. Ao acordar, eram 18:00 e eu ainda estava no trânsito (mas passando pela praia em momento nublado, foi lindo). Cheguei em casa às 19:00, perguntando-me se o trânsito seria assim durante todo o período. Fui ver a comunidade, mandei e-mail para a coordenadora do IP para resolver um problema nas minhas matérias, vi Rebelde, adiantei a legenda de Thank You e vim aqui contar isto.

Um dia na minha vida :)

2 comentários:

*Klopper, Priscila* disse...

Gente, juro que não sei como você aguenta! =O
Acho que é por hábito, só pode ser! Porque eu tenho 2 matérias por dia, cada uma umas 1:30, 2h sei lá xDD... =x
Espero que teu período seja bonito e livre de estress ahahah.. só de você contar às vezes eu fico tensa xD

Good luck on that =*
Love ya ;*

Carol disse...

Com certeza é por hábito! Eu chorava nas primeiras semanas do 1º período quando chegava em causa exausta daquela segunda maldita do Fundão, com aulas de 8:00 às 18:00. O sistema da sua faculdade respeita muito mais o nosso corpo, há um limite que a capacidade de atenção aguenta. Ao mesmo tempo, sei que o mundo capitalista exige muito e que não conseguirei mudar isto tão cedo. Como sei que vou trabalhar numa área cheia de gente louca (ou pró-ativa), é bom ir me acostumando.

Obrigada por me desejar bem, que você também tenha um período lindo! :*